INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

Nunca remova o cabo de energia elétrica puxando pelo fio.

Procure conectar um fio por tomada. Evite réguas do tipo "filtro de linha" ou "T". O acúmulo de cabos na mesma tomada pode causar superaquecimento e variações na energia. Evite também extensões ou adaptadores.

Utilize estabilizador ou no-break para não danificar o sistema.

Retire todos os plugues das tomadas sempre que: desligar o computador, limpar ou consertar o produto.

Instale seu computador em um local limpo, sem umidade e de preferência onde exista circulação de ar. Ao limpar o seu computador, roteador ou cabos, nunca utilize produtos inflamáveis e objetos pontiagudos.

Nunca mexa na antena ENOVE para não danificar o sistema ou perda na qualidade do sinal.

Nunca emende quaisquer cabos ou conectores. Entre em contato para que um de nossos técnicos vá até o local para qualquer tipo de reparo no equipamento.

Ao mudar qualquer cabo de tomada verifique se a tensão elétrica no local é a mesma do sistema.                                                         

Evite Switch ou roteador. Estes dispositivos dividem sua velocidade com os demais computadores conectados em sua internet.

Quando chover desligue todos os aparelhos eletrônicos das tomadas para evitar que a descarga elétrica danifique os equipamentos.

Sempre que desligar o computador, desligue também o fio que vem da antena ENOVE. Não se esqueça de religá-lo para acessar a internet.

Nota: Este procedimento é importante para que o rádio receptor atualize o sistema e torne sua internet mais rápida, além disso, ao manter o rádio desligado você evita o superaquecimento e a queima do aparelho.
Nunca puxe o RJ sem pressionar a lingueta. O "RJ" é o terminal que encaixa o fio azul ao computador ou roteador. Antes de retirar o cabo, pressione a lingueta do RJ para liberá-lo.

♦ LIMPEZA DO PC

Limpar o registro

Quando instalamos algum software em nossa máquina, são gravados diversos caminhos para o Windows acessá-los de forma mais rápida posteriormente. Entretanto, quando desinstalamos esses programas, muitas vezes esses caminhos (registros) ficam gravados ainda no sistema, mesmo sem o uso, e isso com certeza sobrecarregará o Windows, combinado a outros fatores. Por isso, indicamos que, quando você for desinstalar algum aplicativo use o Revo Uninstaller, pois ele além de desinstalar o programa ainda remove todos os registros. Agora, para limpar o registro utilize o Wise Registry Cleaner e/ou Ccleaner, pois eles possibilitam uma limpeza mais profunda e eficiente.

Primeiro devemos salientar que tudo na vida precisa de planejamento e cuidados intensos, ou seja, se você não cuidar de seu carro, por exemplo, não importa o quão potente e veloz ele seja, pode deixar você na mão. Para evitar esses transtornos, você sempre precisará fazer manutenções no mínimo de seis em seis meses. Com o computador é a mesma coisa – se não houver cuidados essenciais, seus dados poderão estar expostos na rede e ainda seu computador que outrora era rápido e leve – estará lento e desprotegido. Vamos então aos tópicos que preparamos para você.

PROBLEMAS DE SISTEMA

Histórico de Navegação

Os Cookies são pequenos fragmentos e arquivos temporários de sites que o seu computador armazena enquanto você navega. Eles sobrecarregam o computador, e periodicamente você precisa deletar esses arquivos. Eles são importantes para guardar as preferências de navegação, bem como informações de login, mas ao mesmo tempo, são inseguros, pois um vírus pode se utilizar de informações privilegiadas que estão disponibilizadas nesses fragmentos. A lentidão pode ser ocasionada pelo excesso de Cookies e ao mesmo tempo, por vírus que estejam alojados neles. Por esse motivo, é fundamental a limpeza desses fragmentos.

Cookies

Limpar arquivos inúteis e Cookies

A limpeza do Cookies e do histórico completo de navegação é muito importante para um bom desempenho do seu sistema, pois o Windows vai acumulando muitos arquivos inúteis com o passar do tempo, bem como também os navegadores vão se sobrecarregando. Ao navegarmos em sites vão-se acumulando. Cookies servem para você acessar os sites mais rapidamente, entretanto com o tempo há muitos Cookies que se acumulam e isso deixa o seu navegador mais lento. Indicamos o Jetclean e o Ccleaner para realizar essa tarefa. Mas também há diversas outras opções como o Glary Utilities por exemplo. Lembramos que você pode realizar essa limpeza manualmente, nas “Opções da Internet”.

 Arquivos Temporários

Arquivos temporários são arquivos oriundos de todos os sites que você tenha visitado. Eles ficam armazenados em forma de pastas, e com o passar do tempo ocupam espaço significativo no HD do seu computador. Eles apenas aceleram a experiência de navegação, pois os sites são lembrados, e não precisam carregar completamente. Entretanto, com o passar do tempo eles acabam ocupando Gigabytes de espaço precioso do seu HD. Por esse motivo, é muito importante eliminá-los, assim como dados de formulários, senhas salvas e etc.

Desfragmentação de disco

O sistema operacional vai organizando os dados uniformemente no disco rígido, com o passar do tempo vão se fragmentando em centenas de fragmentos para cada arquivo, e o PC precisa trabalhar muito para buscar todas essas informações e transmiti-las processadas ao usuário, e à medida que vamos usando o nosso computador, automaticamente, esses pequenos pacotes vão se dispersando e vão se distanciando uns dos outros. Por isso a desfragmentação é importante, pois reduz o tempo de acesso a determinado Cluster - espaço onde são armazenados os bytes de um arquivo, no HD.

O que acontece é que com a ferramenta de desfragmentação há uma organização em seu HD, todos os arquivos passam a ficar agrupados em um único fragmento por vez, acessando de forma mais veloz e todas as atividades em sua máquina ficarão mais rápidas. Por isso, é altamente recomendável a desfragmentação do registro.

Desfragmentar o HD

Com o tempo, os arquivos do HD do seu PC vão se “dispersando”. Cada arquivo é dividido em pequenos pacotes que se alocam em um Cluster. Quando precisamos acessar um determinado arquivo do nosso computador, o acesso até ele será mais demorado devido a esses pequenos fragmentos estarem mais longe um do outro. Por isso precisamos desfragmentar o HD para melhorar o desempenho do PC. E com isso agilizar nossos comandos em nosso computador, pois com a desfragmentação de disco, ocorre uma aproximação desses fragmentos, fazendo com que aconteça uma melhora significativa no desempenho do seu computador.

Muitos aplicativos instalados

Obviamente que se o seu computador estiver com muitos programas instalados você sofrerá com a lentidão, pois sobrecarregará o sistema. Esses programas ocupam espaço no HD e na memória RAM de seu PC. Principalmente se você ainda deixá-los carregando em conjunto com o sistema operacional. Por isso você deve ter muito cuidado ao instalar algum software, eles sempre tentarão uma forma de iniciar junto com o Windows, por exemplo. Sempre recuse e acesse manualmente o aplicativo.

 Desinstalar programas

Muitas vezes instalamos programas que em determinado momento era importante para as nossas tarefas, ou até instalamos também programas inúteis. E isso acarreta em lentidão no sistema caso o HD esteja sobrecarregado de aplicativos, por isso analise muito bem quais programas necessite em seu PC e se for o caso delete-os com o programa que indicamos mais acima – o Revo Uninstaller.

Registros inválidos

A cada vez que instalamos algum programa em nosso PC, o Windows adiciona um caminho para acessá-lo, e assim fica mais fácil entrar no aplicativo. Mas quando você já não tem interesse em utilizar determinado software você deleta, certo? Mesmo depois de remover o programa, muitas vezes o caminho (registro) não é esquecido pelo sistema operacional – e isso pode estar ocasionando a lentidão do seu computador, pois o sistema ainda terá que percorrer esse registro inválido para chegar a outros determinados arquivos em seu sistema. Por esse motivo, é muito importante identificar e corrigir o registro.

Softwares na inicialização

Uma das causas da lentidão demasiada também é o fato de que muitos aplicativos podem estar iniciando de forma conjunta com o Windows, o que sobrecarregará a inicialização do sistema e consequentemente ocasionará em mais demora para executar todas as atividades no PC. Por isso é importante cuidar na hora em que você vai instalar algum programa e não habilitar a opção de entrar junto na inicialização.

Pouca memória RAM

A memória RAM possui a função de fazer uma “ponte” com o processador – ela armazena os arquivos oriundos do HD, de forma temporária, para depois serem enviados ao processador. Um dos problemas pode ser devido a ter pouca memória RAM, mas aí já é um problema de ordem física (hardware) e não pelo uso do sistema, então é importante saber quanto de memória RAM o computador possui e ver se há a possibilidade de aumentar a sua capacidade.

Superaquecimento

Você sabia que o pó pode ser o causador da lentidão do seu PC? Pois é, o pó obstrui a ventilação adequada em todo o seu computador. Por isso não apenas pode afetar o processador, mas o disco rígido também, o Cooler que ventila o processador e etc. Portanto, é sempre bom chamar um técnico para fazer a limpeza geral do computador. O processador também possui uma pasta térmica para regular a temperatura e ela pode estar gasta, também é bom trocá-la. É sempre bom ter mais opções de ventilação em sua máquina, principalmente se ela possui uma placa de vídeo. Portanto adicione mais coolers para uma melhor refrigeração dos componentes do seu computador.

Disco Rígido com defeito

O Disco rígido pode lhe “deixar na mão” a qualquer momento, portanto é importante uma verificação profunda se é o caso de trocá-lo. Faça backup urgentemente dos seus arquivos mais importantes e já se resguarde. Seria interessante substituir o disco rígido por um SSD, pois é muito mais eficiente, por não depender de um disco, como o HD.

Computador Obsoleto

Por mais que queiramos prolongar a vida útil do computador – infelizmente muitas vezes não há solução – pois chega uma hora que a placa-mãe não suporta mais novas tecnologias e você ficará com o computador muito defasado. Portanto se é o seu caso – pense imediatamente em trocar de computador.

 

PROBLEMAS E SOLUÇÕES

MINHA INTERNET ESTA LENTA

A lentidão pode ser causada por vários motivos, porém, apenas 10% dos problemas está associado à própria internet, pois 90% das dificuldades de navegação estão vinculadas ao computador onde o usuário acessa a internet. Selecionamos alguns procedimentos que colaboram para que sua navegação seja mais rápida e eficiente:

1) Mantenha o antivírus atualizado faça inspeção uma vez por semana.

Motivo: O seu computador recebe e envia informações o tempo todo através da internet. Com isto, o trafego de dados pode trazer consigo Vírus, Spams, Malwares, Cavalos de Tróia e arquivos maliciosos que causam lentidão ou possível travamento. O antivírus restaura a saúde do sistema.

2) Desfragmente seu HD uma vez por mês. Para isto, bastar ir em: iniciar / Programas / Acessórios / Ferramentas do sistema / Desfragmentador de disco.

Motivo: Ao utilizar o computador, todas as informações são gravadas no disco rígido através do sistema operacional. Por muitas vezes um determinado arquivo é cortado em diversas partes para caber nos espaços de outros arquivos que já foram apagados. O desfragmentador junta os pedaços destes novos arquivos salvos e os devolve completos e organizados por setores. Isto torna o computador mais veloz, pois passa a ler o arquivo completo ao invés de consumir tempo juntando seus pedaços.

3) Verifique a capacidade de armazenamento do HD. Na área de trabalho (tela principal do seu computador) clique duas vezes no ícone “MEU COMPUTADOR” Clique com o botão direito do mouse no seu disco rígido geralmente “Disco Local (C:)" Escolher a última opção: “Propriedades” verifique o espaço livre, o espaço utilizado e a capacidade. Caso seu HD esteja acima dos 70% de sua capacidade o computador fica lento causando lentidão em sua navegação.

4) Tenha no mínimo 512mb de RAM. Diferente do disco rígido, a RAM somente disponibiliza os arquivos e programas no momento da utilização destes. A RAM não grava os arquivos, ela só os executa. Se a capacidade da RAM é pequena, o computador não tem espaço para trabalhar diversos programas e janelas ao mesmo tempo. Normalmente, um computador deverá ter 2GB para processar dados com facilidade.

5) Verifique a capacidade de processamento da CPU.                                                                                                                                                                                                                                          A CPU é responsável pelos cálculos. O que determina esta velocidade é a capacidade de processamento por segundo da CPU. Uma CPU de 1Mhz processa um milhão de cálculos por segundo. Já uma CPU com velocidade de 2,4 GHz processa dois bilhões e quatrocentos milhões de informações em apenas 1 segundo.

Motivo: Quando o computador está com sua capacidade de armazenamento quase esgotada, a CPU não consegue gerir todos os cálculos devido à quantidade de informações, principalmente quando se roda jogos pela internet. Uma CPU com capacidade acima de 2Ghz minimiza bastante o problema de lentidão.

6) Verifique qual é sua placa de vídeo. A placa de vídeo é o componente responsável por processar e enviar os sinais de vídeo. Algumas placas são incorporadas no sistema, compartilhando sua memória e causando lentidão na resposta de leitura. Ao utilizar uma placa de vídeo aceleradora 3D, você amplia a capacidade de navegação, pois esta placa possui memória própria. Jogos e programas 3D rodam perfeitamente nestas placas.

7) Observe as condições climáticas. A antena Transmissor-receptora de dados ENOVE é instalada com hasteamento. Todavia, chuvas fortes e ventos podem balançar a antena provocando possível lentidão ou perda momentânea de sinal.

8Tente navegar em outros sites. Algumas vezes, o site que você está navegando possui tráfego e isto acarreta em lentidão. Se outros sites navegarem normalmente, o problema está neste endereço em especifico.

9) Verifique a velocidade da sua Banda contratada Todos os tipos de acessos consomem a Banda, caso ultrapasse o limite pode causar lentidão e travamento das páginas.

♦ MENSAGEM “PÁGINA NÃO EXIBIDA”

1) Limpe o cachê. Vá em iniciar / Programas / Acessórios / Ferramentas do Sistema / Limpeza de Disco / Clique em OK.

Motivo: Quando você navega pelos sites, o cachê armazena as informações para acesso mais rápido. Este dispositivo pode apresentar erros ou conflitos por não acompanhar as atualizações freqüentes destes sites. Ao esvaziar o cachê você libera o sistema para a gravação das informações atualizadas evitando o aviso de página não exibida.

2) Verifique sua conexão e todo equipamento. Algumas vezes, o rádio conectado a antena ENOVE está desligado por falta de energia na sua rede ou por mau contato na sua tomada. Desligue o computador e todas as tomadas envolvidas, inclusive o fio que vai para a antena. Religue após 10 segundos e tente a navegação.

NÃO CONSIGO CONECTAR A INTERNET

1) Verifique todos os cabos se estão ligados à energia elétrica e conexões plugadas. Verifique o cabo “RJ”. O plugue que liga o cabo azul da internet ao seu computador ou roteador, este terminal pode apresentar defeito no constante manuseio, desconectando-se de um computador e conectando-se em outro computador ou notebook.

2) Verifique se há energia elétrica ativa no local da Torre. Motivo: Mesmo que seu local de rede esteja com energia elétrica, pode ocorrer falta de energia na torre que emite o sinal para sua antena. Nossas torres são equipadas com no-breaks e baterias que duram até seis horas, mas a manutenção feita pelos órgãos competentes pode demorar mais que isto. Ligue para nossa central para solicitar informações.

3) Verifique se há débitos com a empresa. Conforme contrato firmado entre as partes, seu sinal pode ser desligado por inadimplência após 10 dias.

ESTOU CONECTADO MAS NÃO NAVEGO EM ALGUNS SITES

1) Quando isto acontece em um site específico verifique a navegação em outros sites. Talvez o site que você tenta acessar passa por manutenção ou está inativo.

2) Quando está conectado, mas não navega em lugar algum, pode ter ocorrido a desconfiguração do DNS, ligue para o suporte ENOVE para que um dos técnicos faça a reconfiguração via telefone.

3) Pode ser que seu navegador esteja como Offline, desative essa opção nas configurações, delete arquivos temporários, cookies, cachês pelo navegador e verifique se os codecs estão instalados.

ÍCONE TRIÂNGULO AMARELO, APARECE MENSAGEM “NULO, LIMITADA, REDE NÃO IDENTIFICA”

1) O SEU COMPUTADOR NÃO LEU AUTOMATICAMENTE O ENDEREÇO DE IP (Número responsável por identificar o seu endereço virtual): Clique com o botão direito do mouse em cima da telinha ao lado do relógio. Escolha a opção "Diagnosticar e reparar” Siga todos os passos              

Caso possua roteador desligue-o da tomada conecte o cabo diretamente em seu computador e verifique se sua conexão irá normalizar, caso não resolva faça o seguinte procedimento: Coloque a seta de seu mouse sobre o triângulo, clique com o botão direito, vá à opção ABRIR CENTRAL DE REDE E COMPARTILHAMENTO Clique na opção que aparece do lado esquerdo de sua tela ALTERAR AS CONFIGURAÇÕES DO ADAPTADOR em seguida aparecerá a imagem de dois computadores com a seguinte descrição CONEXÃO LOCAL.

 Vá com o mouse sobre a opção clique uma vez com o botão esquerdo do mouse e mais uma vez com o botão direito, desative e ative a novamente espere identificar e tente acessar sua internet.

NÃO CONSIGO ASSISTIR VÍDEOS

 1) Desabilite o firewall. Talvez ele esteja impedindo a conexão com vídeos on-line. Vá em iniciar / Configurações / Painel de controle / Segurança / Firewall.

2)
 Atualize o internet explore para a versão 8 ou superior. A versão 6 e inferiores não rodam os vídeos atuais.

3)
 Atualize o Flash Player. Procure sua atualização no Google.

4) 
Tente o navegador Firefox. Pesquise como baixar através do Google.

5)
 Verifique a extensão do arquivo que você tenta assistir. “Alguns vídeos só rodam em determinados leitores, por exemplo, a extensão “rmvb" que necessita do Real Player.

Conecte os cabos corretamente, esse modelo indica uma conexão via cabo e via Wi-Fi. Não inverta os cabos POE e LAN eles podem causar a queima de seu equipamento.

CASO APAREÇA X VERMELHO OU CABO DESCONECTADO.

1) Certifique-se de que seus cabos estão bem conectados, caso estejam verifique se não estão invertidos, em sua fonte que é conectada existem dois cabos; um vem de sua antena e a outro sai diretamente da fonte para o seu computador ou roteador. O cabo que vem de sua antena é conectado na fonte na entrada que tem a discrição POE a outra entrada a descrição é LAN; o cabo na entrada LAN é conectado em seu computador ou roteador caso possua.

Desconecte o cabo azul “RJ” apertando a lingüeta. Verifique se está rompida ou danificada.

2) O RÁDIO COMUNICADOR PODE ESTAR DESCONECTADO. Desligue a fonte POE conectada em sua tomada por 10 segundos e torne a ligá-la novamente. Isso irá reiniciar o equipamento e atualizar as configurações.

ROTEADOR

Em um ambiente, diversos dispositivos podem se conectar à Internet simultaneamente, desde notebooks, Smartphones, videogames. Através do ROTEADOR Wi-Fi. Ele distribui o sinal de Internet sem precisar de fios.

A Instalação da internet via Rádio é feita em um ponto fixo, porém caso necessite da utilização de um roteador é necessário que ele seja configurado por um de nossos técnicos para uma configuração específica para reconhecimento dessa tecnologia. A maioria dos aparelhos têm o limite de mais de 100 metros, porém paredes e outros obstáculos diminuem o alcance. Se sua casa for muito grande ou possuir mais de um andar é aconselhável usar um repetidor de sinal Wi-Fi. Para maximizar a eficiência, é aconselhável que instale o aparelho em um ponto alto onde esteja mais próximo a todos os cômodos da casa, como em um corredor que dá acesso à sala e aos quartos, por exemplo. Se houver dois ou mais aparelhos conectados na mesma rede, a velocidade será dividida entre eles.

TESTE A VELOCIDADE DA SUA CONEXÃO 

Para Medir sua Velocidade, favor feche todos os programas que utilizam a internet, como Navegadores, Gerenciadores de Downloads, Programas de compartilhamento como  Ares e Torrent, e deixe somente um computador ligado a Internet. Desta forma Conseguirá obter o Maior desempenho da sua conexão.

CLIQUE NO LINK ABAIXO (Caso não abra diretamente a página do teste, copie e cole em seu navegador)

http://www.minhaconexao.com.br/hosts/000639.php

 

Conexão

 

FINALIZADO O TESTE, VERIFIQUE SE ESTA CHEGANDO SUA BANDA CONTRATADA

TESTE 2

Problemas mais freqüentes de Conectividade Lenta:
Compartilhamento da Internet com outras pessoas;
Várias Máquinas ligadas ao mesmo tempo na mesma internet;
Roteador Wi-fi sem Senha, ou senha muito fraca que alguém descobriu;
Computadores com muitos Vírus;
Windows Update Atualizando o Windows;
Programas de Compartilhamento (Ares e Torrent) Ativo e Baixando, sem que o Usuário Perceba.

O que é vírus de computador?

Como você já sabe, um vírus é um programa com fins maliciosos, capaz de causar transtornos com os mais diversos tipos de ações: há vírus que apagam ou alteram arquivos dos usuários, que prejudicam o funcionamento do sistema operacional danificando ou alterando suas funcionalidades, que causam excesso de tráfego em redes, entre outros.

Os vírus, tal como qualquer outro tipo de malware, podem ser criados de várias formas. Os primeiros foram desenvolvidos em linguagens de programação como C e Assembly. Hoje, é possível encontrar inclusive ferramentas que auxiliam na sua criação.

Vírus de computador são pequenos programas capazes de causar grandes transtornos a indivíduos, empresas e outras instituições, afinal, podem apagar dados, capturar informações, alterar ou impedir o funcionamento do sistema operacional e assim por diante. Como se não bastasse, há ainda outros softwares parecidos, como cavalos de troia, worms, hijackers, spywares eransomwares. Neste texto, você saberá um pouco sobre como agem essas verdadeiras "pragas digitais" e conhecerá as diferenças básicas entre elas.

O que é um Malware?

É comum pessoas chamarem de vírus todo e qualquer programa com fins maliciosos. Mas, tal como indica o primeiro parágrafo do texto, há vários tipos de "pragas digitais", sendo os vírus apenas uma categoria delas.

Atualmente, usa-se um termo mais aquedado para generalizar esses programas: a denominação malware, uma combinação das palavras malicious e software que significa "programa malicioso". Portanto, malware nada mais é do que um nome criado para quando necessitamos fazer alusão a um software malicioso, seja ele um vírus, um worm, um spyware, etc.

É importante frisar que a palavra "computador" é utilizada neste texto da maneira mais ampla, considerando os vários tipos de dispositivos computacionais que existem: desktops, servidores, smartphones, tablets e assim por diante.

É válido destacar também que os malwares não se limitam a uma única plataforma. Há quem pense, por exemplo, que só há pragas digitais para Windows, mas isso não é verdade. O que acontece é que a família de sistemas operacionais da Microsoft é mais popular e, portanto, mais visada. Como não existe software 100% seguro, malwares também podem ser desenvolvidos para atacar qualquer outra plataforma, afinal, sempre há alguém disposto a descobrir e explorar suas deficiências.

Como os vírus agem?

Os vírus recebem esse nome porque possuem características de propagação que lembram os vírus reais, isto é, biológicos: quando um vírus contamina um computador, além de executar a ação para o qual foi programado, tenta também se espalhar para outras máquinas, tal como fazem os vírus biológicos nos organismos que invadem.

Antigamente, os vírus tinham um raio de ação muito limitado: se propagavam, por exemplo, toda vez que um disquete contaminado era lido no computador. Com o surgimento da internet, no entanto, essa situação mudou drasticamente, para pior.

Isso acontece porque, com a internet, os vírus podem se espalhar de maneira muito mais rápida e contaminar um número muito mais expressivo de computadores. Para isso, podem explorar vários meios, entre eles:

  • Falhas de segurança (bugs): sistemas operacionais e outros programas não são softwares perfeitos e podem conter falhas. Estas, quando descobertas por pessoas com fins maliciosos, podem ser exploradas por vírus, permitindo a contaminação do sistema, muitas vezes sem o usuário perceber;
  • E-mails: essa é uma das práticas mais exploradas. O usuário recebe mensagens que tentam convencê-lo a executar um arquivo anexado ou presente em um link. Se o usuário o fizer sem perceber que está sendo enganado, certamente terá seu computador contaminado;
  • Downloads: o usuário pode baixar um arquivo de um determinado site sem perceber que este pode estar infectado.

Os vírus também podem se propagar através de uma combinação de meios. Por exemplo, uma pessoa em um escritório pode executar o anexo de um e-mail e, com isso, contaminar o seu computador. Em seguida, este mesmo vírus pode tentar explorar falhas de segurança de outros computadores da rede para infectá-los.

Outros tipos de malwares

Como você já sabe, os vírus não são os únicos malwares que existem. A definição do que a praga é ou não é depende, essencialmente, de suas ações e formas de propagação. Eis os tipos mais comuns:

Cavalo de troia (trojan)

Cavalos de troia (ou trojans) são um tipo de malware que permitem alguma maneira de acesso remoto ao computador após a infecção. Esse tipo de praga pode ter outras funcionalidades, como capturar de dados do usuário para transmití-los a outra máquina.

Para conseguir ingressar no computador, o cavalo de troia geralmente se passa por outro programa ou arquivo. O usuário pode, por exemplo, fazer um download pensando se tratar de uma ferramenta para um determinado fim quando, na verdade, se trata de um trojan.

Esse tipo de malware não é desenvolvido para se replicar. Quando isso acontece, geralmente trata-se de uma ação conjunta com um vírus.

Worm (verme)

Os worms (ou vermes, nome pouco usado) podem ser interpretados como um tipo de vírus mais inteligente que os demais. A principal diferença está na forma de propagação: os worms podem se esplhar rapidamente para outros computadores - seja pela internet, seja por meio de uma rede local - de maneira automática.

Explica-se: para agir, o vírus precisa contar com o "apoio" do usuário. Isso ocorre, por exemplo, quando uma pessoa baixa um anexo contaminado de um e-mail e o executa. Os worms, por sua vez, podem infectar o computador de maneira totalmente discreta, explorando falhas em aplicativos ou no próprio sistema operacional. É claro que um worm também pode contar com a ação de um usuário para se propagar, pois geralmente esse tipo de malware é criado para contaminar o máximo de computadores possível, fazendo com que qualquer meio que permita isso seja aceitável.

Spyware

Spywares são programas que "espionam" as atividades dos usuários ou capturam informações sobre eles. Para contaminar um computador, os spywares geralmente são "embutidos" em softwares de procedência duvidosa, quase sempre oferecidos como freeware ou shareware.

Os dados capturados são posteriormente transmitidos pela internet. Estas informações podem ser desde hábitos de navegação do usuário até senhas.

Keylogger

Keyloggers são pequenos aplicativos que podem vir embutidos em vírus, spywares ou softwares de procedência duvidosa. Sua função é a de capturar tudo o que é digitado pelo usuário. É uma das formas utilizadas para a captura de senhas.

Hijacker

Hijackers são programas ou scripts que "sequestram" navegadores de internet. As principais vítimas eram as versões mais antigas do Internet Explorer. Um hijacker pode, por exemplo, alterar a página inicial do browser e impedir o usuário de mudá-la, exibir propagandas em janelas novas, instalar barras de ferramentas e impedir o acesso a determinados sites (páginas de empresas de antivírus, por exemplo). Felizmente, os navegadores atuais contam com mais recursos de segurança, limitando consideravelmente a ação desse tipo de praga digital.

Rootkit

Esse é um dos tipos de malwares mais perigosos. Podem ser utilizados para várias finalidades, como capturar dados do usuário. Até aí, nenhuma novidade. O que torna os rootkits tão ameaçadores é a capacidade que possuem para dificultar a sua detecção por antivírus ou outros softwares de segurança. Em outras palavras, os rootkits conseguem se "camuflar" no sistema. Para isso, desenvolvedores de rootkits podem fazer uso de várias técnicas avançadas, como infiltrar o malware em processos ativos na memória, por exemplo.

Além de difícil detecção, os rootkits também são de difícil remoção. Felizmente, sua complexidade de desenvolvimento faz com que não sejam muito numerosos.

Ransomware

Ransomware é um tipo de malware com uma "proposta" mais ousada: uma vez ativo, a praga pode bloquear ou limitar (ou permitir que seu criador o faça remotamente) o acesso a arquivos, pastas, aplicativos, unidades de armazenamento inteiras ou até mesmo impedir o uso do sistema operacional. Para liberar estes recursos, o ransomware costuma mostrar mensagens exigindo pagamentos. É como se o computador tivesse sido sequestrado.

Para convencer o usuário a desembolsar o valor exigido, a mensagem pode conter ameaças ou chantagens, dizendo, por exemplo, que dados importantes serão apagados ou que imagens particulares da pessoa serão publicadas na internet caso o pagamento não seja efetuado.

O usuário que tiver seu computador infectado por um ransomware não deve ceder à pressão e pagar, mesmo porque, não raramente, nada acontece quando isso é feito. O ideal é que a pessoa utilize um software de segurança (antivírus) para tentar remover a praga ou, se não tiver sucesso, procure alguém de confiança para fazê-lo.

Alguns dos malwares mais conhecidos

Atualmente, práticas de segurança mais rigorosas e recursos de proteção mais eficientes estão limitando consideravelmente as atividades dos malwares, embora este ainda seja um problema longe de ter um fim. Em um passado não muito distante, algumas dessas pragas se destacaram tanto que "entraram para a história". Eis algumas delas:

  • Jerusalem (Sexta-feira 13): lançado em 1987, o vírus Jerusalem (apelido "Sexta-Feira 13") era do tipo time bomb", ou seja, programado para agir em uma determinada data, neste caso, em toda sexta-feira 13, como o apelido indica. Infectava arquivos com extensão .exe, .com, .bin e outros, prejudicando o funcionamento do sistema operacional;
  • Melissa: criado em 1999, o vírus Melissa era um script de macro para o programa Word, da Microsoft. Foi um dos primeiros a se propagar por e-mail: ao contaminar o computador, mandava mensagens infectadas para os 50 primeiros endereços da lista de contatos do usuário. O malware causou prejuízo a empresas e outras instituições pelo tráfego excessivo gerado em suas redes;
  • ILOVEYOU: trata-se de um worm que surgiu no ano 2000. Sua propagação se dava principalmente por e-mail, utilizando como título uma frase simples, mas capaz de causar grande impacto nas pessoas: "ILOVEYOU" (eu te amo), o que acabou originando o seu nome. A praga era capaz de criar várias cópias suas no computador, sobrescrever arquivos, entre outros;
  • Code Red: worm que surgiu em 2001 e que se espalhava explorando uma falha de segurança nos sistemas operacionais Windows NT e Windows 2000. O malware deixava o computador lento e, no caso do Windows 2000, chegava inclusive a deixar o sistema inutilizável;
  • MyDoom: lançado em 2004, este worm utilizava os computadores infectados como "escravos" para ataques DDoS. Se espalhava principalmente por programas de troca de arquivos (P2P) e e-mails. Neste último, além de buscar endereços nos computadores contaminados, procurava-os também em sites de busca.

Falsos antivírus

Não é novidade para ninguém que o meio mais utilizado como proteção contra vírus e outros malwares são os antivírus. Cientes disso, "delinquentes virtuais" passaram a explorar essa característica a seu favor: criaram falsos antivírus.

A propagação desse tipo de software é feita de várias maneiras. Nas mais comuns, sites de conteúdo duvidoso exibem propagandas que se passam por alertas de segurança. Se o usuário clicar na mensagem, será convidado a baixar um programa ou acessar uma página que supostamente faz varreduras em seu computador.

A suposta ferramenta, que inclusive costuma ter interface que lembra os antivírus mais conhecidos do mercado, simula uma varredura que aponta a existência de um ou mais malwares no computador e se oferece para limpar o sistema mediante pagamento. Mas tudo não passa de simulação.

A dica mais recomendada, neste caso, é a de utilizar sempre antivírus de empresas de segurança reconhecidas. Você encontra uma lista desses programas no tópico a seguir.

Antivírus

O mercado conta com antivírus pagos e gratuitos (estes, geralmente com menos recursos). Alguns programas, na verdade, consistem em pacotes de segurança, já que incluem firewall e outras ferramentas que complementam a proteção oferecida pelo antivírus. Eis uma lista com as soluções mais conhecidas:

  • AVG: mais conhecida por suas versões gratuitas, mas também possui edições paga com mais recursos - www.avg.com;
  • Avast: conta com versões pagas e gratuitas - www.avast.com;
  • Microsoft Security Essentials: gratuito para usuários domésticos de licenças legítimas do Windows - www.microsoft.com/security_essentials;
  • Norton: popular antivírus da Symantec. Possui versões de testes, mas não gratuitas -www.norton.com;
  • Panda: possui versões de testes, mas não gratuitas - www.pandasecurity.com;
  • Kaspersky: possui versões de testes, mas não gratuitas - www.kaspersky.com;
  • Avira AntiVir: mais conhecida por suas versões gratuitas, mas também possui edições pagas com mais recursos - www.avira.com;
  • NOD32: possui versões de testes, mas não gratuitas - www.eset.com;
  • McAfee: uma das soluções mais tradicionais do mercado. Possui versões de testes, mas não gratuitas - www.mcafee.com;
  • F-Secure: pouco conhecida no Brasil, mas bastante utilizada em outros países. Possui versões de testes, mas não gratuitas - www.f-secure.com;
  • BitDefender: conta com versões pagas e gratuitas - www.bitdefender.com.Essa lista foi elaborada com base em soluções oferecidas para os sistemas operacionais Windows, da Microsoft, no entanto, praticamente todas os desenvolvedores destes softwares oferecem soluções para outras plataformas, inclusive móveis. Muitas deles também oferecem ferramentas de verificação que funcionam a partir da internet.

    Dicas de proteção

    Muita gente pensa que basta ter um antivírus no computador e estará livre de malwares. De fato, esse tipo de software tem um papel importante, mas nem mesmo a melhor solução consegue ser 100% eficiente. A arma mais poderosa, portanto, é a prevenção. Eis algumas dicas simples, mas essenciais para isso:

    • Aplique as atualizações do sistema operacional e sempre use versões mais recentes dos programas instalados nele;
    • Tome cuidado com anexos e link em e-mails, mesmo quando a mensagem vier de pessoas conhecidas;
    • O mesmo cuidado deve ser dado a redes sociais (Facebook, orkut, Twitter, etc) e a serviços como o Windows Live Messenger;
    • Antes de baixar programas desconhecidos, busque mais informações sobre ele em mecanismos de buscas ou em sites especializados em downloads;
    • Tome cuidado com os sites que visita. É muito comum, por exemplo, a propagação de malwares em páginas de conteúdo adulto;
    • Ao instalar um antivírus, certifique-se de que este é atualizado regularmente, do contrário, o programa não será capaz de identificar novos vírus ou variações de pragas já existentes;
    • Faça uma varredura com o antivírus periodicamente no computador todo. Também utilize o programa para verificar arquivos baixados pela internet;
    • Vírus também podem ser espalhar por cartões SD, pendrives e aparelhos semelhantes, portanto, sempre verifique o conteúdo dos dispositivos removíveis e, se possível, não utilize-os em computadores públicos (faculdade, escola, lan house, etc).

canvas

Após o seu contato à Central de atendimentos, um cadastro é expedido e a ENOVE agenda uma das equipes para a visita ao local onde a medição de sinal é aferida. Concluídos os testes de viabilidade de sinal, uma antena é instalada em local apropriado para a comunicação de dados com a torre ENOVE. O cabeamento é passado da antena até um ponto chave, onde deverá haver um computador ou um roteador para receber a conexão.

O escritório ENOVE recebe dos seus técnicos as informações necessárias para a liberação do sinal e o acesso para a navegação por internet. Fornecemos todos os equipamentos necessários para o acesso à Internet no regime de COMODATO, isto é, os equipamentos são emprestados ao cliente durante a utilização dos serviços, devendo ser recolhidos pelos técnicos, face um eventual cancelamento de contrato.

tor

PROTEJA SEU COMPUTADOR!

DOWNLOAD  ANTIVIRUS:

  • AVG: mais conhecida por suas versões gratuitas, mas também possui edições paga com mais recursos - www.avg.com;
  • Avast: conta com versões pagas e gratuitas - www.avast.com;
  • Microsoft Security Essentials: gratuito para usuários domésticos de licenças legítimas do Windows - www.microsoft.com/security_essentials;
  • Norton: popular antivírus da Symantec. Possui versões de testes, mas não gratuitas -www.norton.com;
  • Panda: possui versões de testes, mas não gratuitas - www.pandasecurity.com;
  • Kaspersky: possui versões de testes, mas não gratuitas - www.kaspersky.com;
  • Avira AntiVir: mais conhecida por suas versões gratuitas, mas também possui edições pagas com mais recursos - www.avira.com;
  • NOD32: possui versões de testes, mas não gratuitas - www.eset.com;
  • McAfee: uma das soluções mais tradicionais do mercado. Possui versões de testes, mas não gratuitas - www.mcafee.com;
  • F-Secure: pouco conhecida no Brasil, mas bastante utilizada em outros países. Possui versões de testes, mas não gratuitas - www.f-secure.com;
  • BitDefender: conta com versões pagas e gratuitas - www.bitdefender.com.Essa lista foi elaborada com base em soluções oferecidas para os sistemas operacionais Windows, da Microsoft, no entanto, praticamente todas os desenvolvedores destes softwares oferecem soluções para outras plataformas, inclusive móveis. Muitas deles também oferecem ferramentas de verificação que funcionam a partir da internet.

Lista de programas para limpar e otimizar o PC:

1. CCleaner

CCleaner é um programa gratuito de limpeza para Windows que oferece uma forma fácil de você remover arquivos temporários criados pelo Windows e programas para liberar espaço, limpar o registro, desinstalar programas, desabilitar programas da inicialização do Windows, remover arquivos duplicados e muito mais.

Programa para limpar e otimizar o Windows - CCleaner

Publicidade

2. Glary Utilities

Glary Utilities é um programa gratuito que oferece uma grande coleção de ferramentas para você limpar o computador, proteger sua privacidade e melhorar o desempenho do Windows. Ele permite que você limpe o disco e o registro, otimize a memória, desabilite a inicialização de programas, desinstale programas, etc.

Programa para limpar e otimizar o Windows - Glary Utilities

3. Privacy Eraser

Privacy Eraser é um programa gratuito de limpeza para Windows que oferece uma série de recursos para você liberar espaço em disco e proteger a sua privacidade. Ele é capaz de limpar os arquivos temporários criados pelo sistema operacional, pelos navegadores e por mais de 50 programas com apenas um clique.

Programa para limpar e otimizar o Windows - Privacy Eraser

4. WiseCare 365 Free

WiseCare 365 Free é um programa gratuito que lhe oferece um conjunto de ferramentas para você limpar e otimizar o seu PC com um único clique. Ele pode remover arquivos temporários do sistema e do navegador, limpar e otimizar o registro do Windows, permite desativar programas iniciados com o sistema, entre outros.

Programa gratuitos para limpar o PC

5. WinUtilities

WinUtilities é uma ferramenta gratuita que oferece uma coleção de ferramentas para você liberar espaço em disco, aumentar a sua segurança e otimizar o desempenho do Windows. Você pode remover arquivos temporários, limpar o registro, desinstalar programas, remover programas da inicialização do sistema, etc.

Programa para limpar e otimizar o Windows - WinUtilities

6. Advanced System Care Free

Advanced SystemCare Free é um programa gratuito para Windows que oferece uma série de ferramentas para liberar espaço em disco, proteger, reparar, otimizar o desempenho do computador. Ele pode remover e limpar os arquivos temporários, limpar o registro, proteger o navegador, otimizar o sistema e muito mais.

Programa para limpar e otimizar o Windows - Advanced SystemCare Free

7. Clean Master

Clean Master é um programa gratuito para Windows que oferece uma séries de recursos para você liberar espaço e melhorar o desempenho do seu computador. Com ele você pode limpar os arquivos temporários do Windows como cache de internet, cache do sistema e registro, além do lixo de centenas de programas.

Programa para limpar e otimizar o Windows - Clean Master

8. SlimCleaner

SlimCleaner é um programa gratuito para Windows que oferece uma grande coleção de ferramentas para você realizar a manutenção do seu computador. Ele permite que você limpe arquivos temporários, otimize o Windows, desinstale programas desnecessários, gerencie a inicialização do Windows e assim por diante.

Programa para limpar e otimizar o Windows - SlimCleaner

9. MPC Cleaner

MPC Cleaner é outro programa gratuito que oferece tudo o que você precisa para liberar espaço, otimizar e proteger o seu computador contra malwares. Ele limpa o cache do sistema, vestígios de uso da internet e do computador, remove programas inicializados com o Windows e protege o navegador contra alterações.

Programa para limpar e otimizar o Windows - MPC Cleaner

10. Synei System Utilities

Synei System Utilities é uma ferramenta gratuita de manutenção do sistema que permite que você limpe e otimize o Windows com um único clique. Ele oferece ferramentas para limpeza de arquivos temporários da internet, sistema e programas, gerenciador de inicialização e serviços, ferramenta de backup, entre outros.

 

ADOBE   images

 

Faça o download dos serviços do ADOBE    http://www.adobe.com/br/downloads.html

 

Empty section. Edit page to add content here.